Solidão não é sobre estar só.

E ao mesmo tempo, é!



Somos tão sós. E não estou aqui a falar da solidão como aquele sentimento desprezível, que evitamos olhar quando estamos em busca da nossa outra metade.

A busca já pode cessar, porque a outra metade não é metade.

É inteira.

E habita dentro de nós...

Somos inteiramente Sós.

Somos um sem-fim de nós.

De Nós mesmos.

E de nós, desses que buscamos desatar todos os dias mas que por mais que a gente siga buscando, estarão sempre ali.

Porque somos o que eles representam também: o eterno desenrolar - que nos move, que nos dá sentido, que nos preenche, que nos proporciona sentirmos a Vida.

SOMOS em unidade e e em multiplicidade. Somos uma única e redundante unidade. E somos também um grande emaranhado de gente só...

Quando entendermos que é apenas sendo só, que poderemos nos partilhar...

Quando entendermos que é no encontro de duas ou mais almas, inteiramente sós, que a magia acontecerá...

Colheremos, finalmente, a verdadeira Partilha.

Em sua total abundância.

Desenrolaremos-nos então, enrolaremos-nos novamente. Destruiremos e construiremos.

Numa dança profunda, a que chamaremos evolução.


Isabella Stephan.





INSCREVA-SE TAMBÉM NA MINHA NEWSLETTER E FIQUE SABENDO DE TUDO O QUE ROLA EM PRIMEIRA MÃO

  • Black Facebook Icon
  • Black Instagram Icon
  • whatsapp
  • mail-2

© 2020 . eutedouaminhapaz

ETDMP_2020_Logo.png
0